(11) 98127-3553 andressavieira@gmail.com rua benjamin egas, 66 - conj. 6 - pinheiros

Dúvidas Frequentes

O que é psicanálise? Por que devo fazer? Quais são as linhas e benefícios?

Neste espaço, você encontra essas e outras dúvidas sobre os temas:

  • O que é Psicanálise?

    Criada pelo médico Sigmund Freud, a psicanálise (ou análise pessoal) é um método terapêutico de investigação do inconsciente, que acontece por meio da associação livre. Nela, o paciente fala abertamente sobre seus pensamentos, sem se preocupar com julgamentos ou com a coerência do que está sendo dito – e suas palavras podem ser associadas e interpretadas.

    A psicanálise é uma ferramenta de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal que promove entendimento, autoconfiança, capacidade analítica, superação e cura através da palavra.

    É indicada a pessoas de todas as idades que tenham questões a serem trabalhadas, e também a quem possui sintomas de estresse, depressão, ansiedade, síndrome do pânico, fobias, compulsões, transtornos afetivos e/ou alimentares, dificuldades de comunicação e/ou de relacionamento, entre outros.

  • Qual a diferença entre psiquiatra, psicólogo, psicoterapeuta e psicanalista?

    O psiquiatra é um médico especializado em transtornos mentais, que prescreve medicamentos para os sintomas destes transtornos. É altamente recomendado que o tratamento psiquiátrico seja acompanhado pelo tratamento psicológico, conduzido por um psicoterapeuta ou psicanalista, que irá investigar e tratar as causas do transtorno.

    O psicólogo é formado em psicologia, e não em medicina – portanto, não prescreve medicamentos. Ele estuda o funcionamento do cérebro, e os pensamentos, sentimentos e comportamentos do paciente. São muitas as linhas de psicologia, por isso há várias formas diferentes de conduzir o estudo ou tratamento. O psicólogo pode ser um teórico (estudioso do tema), e não necessariamente um psicoterapeuta ou psicanalista.

    A terapia está relacionada ao cuidado – o psicoterapeuta, então, é quem cuida do funcionamento mental das pessoas, usando técnicas da psicologia (como, por exemplo, o psicodrama ou a terapia cognitivo-comportamental).

    O psicanalista, assim como o psicólogo, estuda o funcionamento do cérebro – porém, ele se utiliza do modelo de Freud, em que o inconsciente é responsável por uma grande parte do comportamento humano. Ele pode ser um teórico ou um psicoterapeuta que cuida das pessoas por meio da psicanálise.

  • O que é o inconsciente?

    É uma camada da mente onde guardamos memórias, pensamentos e sentimentos que não são acessados conscientemente. Quando são muito dolorosos ou considerados inapropriados, a mente consciente não consegue suportá-los – por isso os reprime e armazena no inconsciente.  Sem que percebamos, ele dirige silenciosamente grande parte nos nossos pensamentos e comportamentos.

    É possível conhecer melhor o inconsciente por meio da análise de suas manifestações, como os sonhos, as expressões artísticas, os erros involuntários ao escrever ou falar (como chamar uma pessoa pelo nome de outra) e os atos falhos (comportamentos inesperados), assim como por meio da associação livre.
    psicanálise ajuda o paciente a trazer o conteúdo reprimido à consciência, diminuindo ou eliminando a tensão psíquica gerada pela diferença entre os pensamentos conscientes e os inconscientes.

  • O que é associação livre

    É a técnica da psicanálise em que o paciente expressa seus pensamentos livremente, sem se preocupar com julgamentos ou com a coerência do que está dizendo. A interpretação e as associações desse conteúdo permitem que o inconsciente seja investigado.

  • É possível uma criança fazer psicanálise?

    Sim! A psicanálise infantil possui algumas diferenças em relação à de adultos, mas é igualmente efetiva.

    Como a criança tem mais dificuldade para expressar verbalmente suas questões e também precisa de estímulos para ocupar o tempo da sessão, a associação livre acontece por meio de brincadeiras e expressões artísticas, tanto para a interpretação analítica da criança quanto para ajudá-la a liberar emoções como o medo, a frustração, a insegurança e a agressividade.

    Além disso, o processo de transferência (projeção de pessoas importantes do passado do paciente – principalmente dos pais – em pessoas do convívio presente) é geralmente mais intenso e imediato.

    Outra peculiaridade é a questão do pagamento: além do investimento financeiro que a família faz na análise da criança, ela mesma deve pagar de alguma forma pelas sessões – com desenhos, atividades, moedas, etc. – para que se estabeleça uma relação de comprometimento com o tratamento.

  • O que é ludoterapia?

    A ludoterapia é uma técnica psicoterapêutica utilizada com crianças, que facilita a expressão de seus pensamentos, sentimentos e conflitos por meio da linguagem das brincadeiras. Assim, permite que a criança – que ainda não é capaz de verbalizar suas questões –, realize o processo de análise, e também que libere suas emoções enquanto brinca.

    Durante essas brincadeiras – que podem ter diversos formatos, como criação de histórias, jogos de tabuleiro, desenhos, massinhas de modelar, entre outros –, a criança recria situações de uma forma que consegue suportá-las, já que o faz-de-conta não apresenta riscos reais. Além disso, aprende a lidar com seus pensamentos e sentimentos, confrontando-os e exercendo seu direito de senti-los.

    Para aumentar as chances de sucesso do tratamento, três fatores são cruciais:

    • A confiança da criança no psicanalista, para que ela se sinta segura ao se expressar;
    • A condição de sigilo, para preservar a intimidade da criança e permitir que ela se abra;
    • O apoio e confiança dos pais ou tutores da criança no tratamento, assim como sua abertura para receber orientações do psicanalista.

    Entre os benefícios da ludoterapia estão:

    • Diminuição da ansiedade e do stress;
    • Redução no comportamento agressivo;
    • Redução de transtornos alimentares;
    • Superação de experiências traumáticas;
    • Melhora na autoestima;
    • Melhora no desempenho escolar;
    • Melhora nas relações sociais;
    • Desenvolvimento emocional.

    Quer tirar alguma dúvida ou marcar uma entrevista sobre o comportamento do seu filho? Entre em contato comigo!

  • Qual é o papel do pagamento na psicanálise?

    Na psicanálise, o pagamento tem um papel simbólico fundamental: com ele, o paciente se coloca em primeiro lugar ao investir em si – o que aumenta seu comprometimento com o tratamento. Como as possibilidades de cada um são diferentes, o valor das sessões também pode variar de pessoa para pessoa.

    Pelos mesmos motivos, o pagamento também é recomendado no atendimento infantil. Ainda que os pais ou outras pessoas arquem com o custo financeiro, é importante que a criança invista de alguma forma na sessão – seja “pagando” com um desenho, uma flor, uma moeda, ou mesmo uma atividade, como a arrumação da sala.

  • Você realiza atendimento psicanalítico online? Como funciona?

    Sim – atualmente, atendo a distância pacientes que estão em outras cidades, estados, e até mesmo países.

    A psicanálise online é uma ótima alternativa para quem está viajando ou se mudando para outra cidade, e para brasileiros que residem em outro país – isso porque a linguagem é a matéria-prima para este trabalho, e a expressão por meio da língua nativa evita ruídos de comunicação e de interpretação.

    O atendimento de psicanálise online também pode ser uma saída interessante tanto para quem enfrenta dificuldades em se deslocar até o consultório, como pessoas com fobias, dores físicas ou mobilidade debilitada, como também para quem busca a praticidade de fazer terapia sem precisar sair de casa, ou ainda para pessoas que moram em localidades que não dispõem deste serviço. É também uma opção para quem quer ter o primeiro contato com este tipo de tratamento.

    Assim como no tratamento feito no consultório, as sessões online são semanais, agendadas com antecedência, e têm duração aproximada de 50 minutos. O sigilo e o respeito à privacidade do analisando também se mantêm.

    O atendimento online é realizado por meio de videochamadas, feitas por WhatsApp, Skype ou aplicativos/softwares similares. Para que o aproveitamento seja o melhor possível, o analisando deve escolher um local silencioso e isolado, deixando as distrações de lado.

    No Brasil, o atendimento de psicanálise online é permitido e regulamentado pelo Conselho Federal de Psicologia.

  • Você aceita plano de saúde?

    Os planos de saúde não são aceitos na psicanálise – apenas psicólogos e médicos psiquiatras aceitam convênios, e somente quando tratam transtornos classificados pelo CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde). Ainda assim, existe um limite de sessões reembolsáveis permitido pelos planos.

    A psicanálise é um investimento em autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, e o pagamento das sessões tem relação direta com valor que o paciente dá a seu tratamento e, portanto, com o seu sucesso.

  • Como faço para agendar uma avaliação e iniciar o tratamento?

    Como trabalho de análise pessoal envolve identificação e empatia, sugiro sempre uma avaliação de 4 sessões, nas quais podemos nos conhecer melhor. Então o primeiro passo seria enviar uma mensagem agendando uma avaliação para conhecer o meu trabalho. Tanto as avaliações como os atendimentos podem ser realizados presencialmente no meu consultório meu consultório de psicanálise que fica em Pinheiros, na zona Oeste de São Paulo, perto da estação de metrô Fradique Coutinho (linha amarela do metrô) ou online, por meio de videochamadas, feitas por WhatsApp, Skype ou aplicativos/softwares similares. 

  • Quanto custa uma sessão de psicanálise?

    O trabalho de análise pessoal envolve identificação e empatia, por isso sugiro uma avaliação de 4 sessões, nas quais podemos nos conhecer melhor. O custo médio de uma sessão é de R$ 200,00 – entretanto, combinamos o valor de acordo com a sua possibilidade, pois acredito que todos devem ter acesso à psicanálise.

  • Posso usar os textos deste site?

    Todos os conteúdos presentes neste site são originais, e só o autor tem pleno direito de domínio.

    Portanto, ficam proibidas a cópia e a reprodução em qualquer meio sem o devido crédito e autorização prévia. Se deseja utilizar algum texto, entre em contato comigo.

Quer saber mais sobre o meu trabalho?

Andressa Vieira
Psicanalista em Pinheiros
São Paulo/SP

Se você está em busca de espaço para escuta, autoconhecimento e de uma clínica aberta e acolhedora, quem sabe não posso ser sua analista?

Agende uma avaliação

(11) 98127-3553 andressavieira@gmail.com